Especial Semana das Crianças: Filmes para Emocionar

Textos sobre a beleza da infância e a alegria de trabalhar com crianças são comuns aqui no blog, bem como sugestões e comentários sobre filmes, pois cinema é uma das minhas artes favoritas. Resolvi então, comentar alguns filmes com foco na infância, como homenagem à semana da criança, em andamento…

Assisti ontem “Coincidências do Amor”, uma comédia romântica que tem como foco principal uma criança. Vou começar por ele que me causou o insight para este post. A chamada da história deste filme, intitulado “The Switch” (a troca) originalmente, nos gera expectativa de um filme despreocupado, até mesmo de humor “pastelão”, pois se trata basicamente da história de uma mulher que tem a inseminação artificial sabotada por seu melhor amigo, que nutria uma paixão platônica por ela.

Leia o resto deste artigo »

Amores Cotidianos – Parte II

Em 2010 fiz um post, até muito comentado aqui no blog, sobre as músicas que falam do amor possível, correspondido e feliz, o amor do dia a dia… e prometi que faria uma segunda parte: Amores Cotidianos

https://cleidescully.wordpress.com/2010/11/08/amores-cotidianos/

Tanto tempo depois, e tantas músicas escritas e lembradas, vou cumprir o prometido. Para isto tive ajuda de vários leitores e amigas queridas. Há vários outros artigos “musicais” aqui no Colcha de Retalhos, o pre requisito desta lista, é que fale de histórias de amor que realmente acontecem na vida de cada um, todos os dias…

Leia o resto deste artigo »

Alimento para Alma – Romeu e Julieta do Grupo Galpão

Bom, quem costuma ler meu blog, já sabe que eu venho de uma geração um tanto romântica e até mesmo ingênua… sim, viver a infância nos anos 80, encheu vários corações e mentes de imagens de amores perfeitos, platônicos muitas vezes e cheios de mágica, e alguns muito tristes… com este gosto romântico entranhado em minha alma, não haveria como não gostar da mais triste das histórias de amor: Romeu e Julieta!

Leia o resto deste artigo »

Para se apaixonar…

Todo ano faço aqui no blog um especial dia dos namorados, para comemorar estes dias em que o amor está no ar, e lembrar que o bacana é transcender o apelo comercial da data.

Este ano gostaria de postar inspirações para se apaixonar, especialmente para quem está sozinho, ou em dúvida se se entrega ou não… e para os namorados, que se lembrem da magia de descobrir o outro pouco a pouco, para que a chama não se apague…

Para escutar e despertar as esperanças e fé no amor… Leia o resto deste artigo »

Thought of You

Há uns dias minhas amigas bailarinas compartilharam esse video. Por achar uma obra de delicadeza e sensibilidade, vou compartilhar com vocês.

Artisticamente, achei de uma beleza ímpar a sutileza dos traços retratando com perfeição os passos do ballet… quisera saber desenhar assim! Leia o resto deste artigo »

Misery Loves Company

Acordei hoje com uma canção na cabeça, daquelas bem “fundo do poço”, e estava pensando em como também os sentimentos de melancolia e tristeza provocam arte… pensando nisso resolvi fazer uma seleção das músicas “dor de cotovelo” mais bonitas que conheço. Aceito sugestões para atualizar o post.

 



Vou começar com a música que ficou martelando na minha cabeça hoje: “Out of Reach” da cantora inglesa Gabrielle, tema do filme “O Diário de Bridjet Jones”.  Eu já me senti assim muitas vezes, talvez vocês também…

Leia o resto deste artigo »

Jon Bon Jovi – Muso Atemporal

Há um tempo escrevi um post sobre o Guns n’ Roses e minha adolecência, e este post é um dos mais visitados no blog hoje em dia:

https://cleidescully.wordpress.com/2010/05/17/guns-n-roses-e-meus-tempos-de-adolescente/

Eu gostava muito do som do Guns e achava Axl Rose extremamente sexy, com aquela beleza rebelde e cabelos ruivos… muito diferente dos nossos padrões. Mas o meu primeiro muso, de verdade, foi uma paixão decorrente de meu gosto por rock.

Ainda nos tempos da adolescência, assistindo programas de videoclipes, tão comuns e que faziam tanto sucesso entre nós, jovens que nem sabíamos que um dia haveria algo como o “You Tube”, conheci Jon Bon Jovi… tenho que dizer, durante muito tempo ele foi meu padrão de beleza masculina.


Leia o resto deste artigo »