Jon Bon Jovi – Muso Atemporal

Há um tempo escrevi um post sobre o Guns n’ Roses e minha adolecência, e este post é um dos mais visitados no blog hoje em dia:

https://cleidescully.wordpress.com/2010/05/17/guns-n-roses-e-meus-tempos-de-adolescente/

Eu gostava muito do som do Guns e achava Axl Rose extremamente sexy, com aquela beleza rebelde e cabelos ruivos… muito diferente dos nossos padrões. Mas o meu primeiro muso, de verdade, foi uma paixão decorrente de meu gosto por rock.

Ainda nos tempos da adolescência, assistindo programas de videoclipes, tão comuns e que faziam tanto sucesso entre nós, jovens que nem sabíamos que um dia haveria algo como o “You Tube”, conheci Jon Bon Jovi… tenho que dizer, durante muito tempo ele foi meu padrão de beleza masculina.


Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Amores Cotidianos…

Outro dia, ouvindo a linda canção “Lucky” – que fala de como o seu amor pode também ser seu melhor amigo, e de como é uma grande “sorte” encontrar alguém que te complete nesse nível – fiquei pensando nos caminhos do amor. Caminhos que, como disse uma leitora muito querida, te permitem entrar no coração de alguém sem arrombá-lo.  E também no fato de que amar exige uma dose enorme de paciência e compreensão…

Há um tempo, li algo que me impressionou. O escritor Brian Weiss, defendendo a tese das almas gêmeas, dizia que as vezes uma das pessoas reconhecia o grande amor de sua vida à primeira vista, mas as vezes a outra não reconhecia… e o amor passava despercebido, mesmo tendo sido encontrado.

Eu não acredito na teoria das almas gêmeas [aquela que prega que existe uma só outra alma que te completará, como se você tivesse sido criado pela metade], acho que ela é excludente e gera mais sofrimento que alegria… afinal, se só uma alma em todo universo pode te fazer feliz, você nunca poderá se reerguer após o fim de uma história de amor.

O que eu vejo é que nossa capacidade de amar, se não nos fechamos com as decepções, só aumenta à medida em que amamos. E vai se aprimorando com os aprendizados e a maturidade. Como uma grande amiga uma vez me disse: “Quem ama, sempre sai ganhando.” O segredo é não fechar o coração e prosseguir acreditando no amor!

Leia o resto deste artigo »

Mais do que eu ouço

Meu amigo querido, Saulo – um poeta de coração, resolveu compartilhar suas pérolas conosco em um blog.

 

Eu, Saulo e Wilsy


Vou compartilhar com vocês, que merecem ler as doçuras do meu amigo!!!

http://maisdoqueouco.blogspot.com/

Não percam!!!

Impressões…

O século XIX fora um século diferente, vibrante… especialmente na França. Um otimismo sobre a vida, sobre o futuro da humanidade, o conhecimento, a ciência, tomava conta da atmosfera mental daquele momento.

 

Degas

 

Leia o resto deste artigo »