Especial Dia dos Namorados – Melhores Filmes Românticos

Faz tempo que não coloco uma lista nova aqui no blog… eu adoro fazer listas, e mais que isto, eu amo filmes românticos! Já vi todos, é até difícil achar algum que não vi no Netflix, o mesmo era na época das locadoras. Vou listar aqui alguns que acho bem bacanas, algum crítico de cinema torceria o nariz pra mim, mas gosto é gosto, então eu me permito. 

Um doce pra quem adivinhar de que filme é esta cena...

Um doce pra quem adivinhar de que filme é esta cena…

Um doce pra quem adivinhar de que filme é esta cena…

Leia o resto deste artigo »

Amores Cotidianos – Parte II

Em 2010 fiz um post, até muito comentado aqui no blog, sobre as músicas que falam do amor possível, correspondido e feliz, o amor do dia a dia… e prometi que faria uma segunda parte: Amores Cotidianos

https://cleidescully.wordpress.com/2010/11/08/amores-cotidianos/

Tanto tempo depois, e tantas músicas escritas e lembradas, vou cumprir o prometido. Para isto tive ajuda de vários leitores e amigas queridas. Há vários outros artigos “musicais” aqui no Colcha de Retalhos, o pre requisito desta lista, é que fale de histórias de amor que realmente acontecem na vida de cada um, todos os dias…

Leia o resto deste artigo »

Livros Extraordinários

Amigos e amigas que visitam meu blog, apesar de gostar muito de ler nunca havia feito um post aqui no Colcha de Retalhos sobre livros. Já vou avisar de antemão, que não me considero uma pessoa culta, leitora de literatura brasileira, ou coisa do tipo, então, minha lista é puramente intuitiva e sentimental. Leio best seller, leio romance, leio livro infantil… um pouco de tudo. Por favor então, não confundam com uma crítica de livros ou análise técnica, coisa que eu não tenho a menor envergadura para fazer.

MOÇA COM LIVRO, 1879 , JOSÉ FERRAZ DE ALMEIDA JÚNIOR ( BRASIL, 1850-1899) MASP

Leia o resto deste artigo »

Amores Cotidianos…

Outro dia, ouvindo a linda canção “Lucky” – que fala de como o seu amor pode também ser seu melhor amigo, e de como é uma grande “sorte” encontrar alguém que te complete nesse nível – fiquei pensando nos caminhos do amor. Caminhos que, como disse uma leitora muito querida, te permitem entrar no coração de alguém sem arrombá-lo.  E também no fato de que amar exige uma dose enorme de paciência e compreensão…

Há um tempo, li algo que me impressionou. O escritor Brian Weiss, defendendo a tese das almas gêmeas, dizia que as vezes uma das pessoas reconhecia o grande amor de sua vida à primeira vista, mas as vezes a outra não reconhecia… e o amor passava despercebido, mesmo tendo sido encontrado.

Eu não acredito na teoria das almas gêmeas [aquela que prega que existe uma só outra alma que te completará, como se você tivesse sido criado pela metade], acho que ela é excludente e gera mais sofrimento que alegria… afinal, se só uma alma em todo universo pode te fazer feliz, você nunca poderá se reerguer após o fim de uma história de amor.

O que eu vejo é que nossa capacidade de amar, se não nos fechamos com as decepções, só aumenta à medida em que amamos. E vai se aprimorando com os aprendizados e a maturidade. Como uma grande amiga uma vez me disse: “Quem ama, sempre sai ganhando.” O segredo é não fechar o coração e prosseguir acreditando no amor!

Leia o resto deste artigo »