O que é o Amor? (segundo às crianças)

Este texto não é meu, recebi faz um tempo e estava lembrando dele hoje. Psicólogos fizeram uma pequena pergunta à crianças entre 4 e 8 anos: “O que é o Amor?” E obtiveram respostas lindas, profundas e tocantes… do jeito que só as crianças conseguiriam dizer!

“AMOR É QUANDO ALGUÉM TE MAGOA, E VOCÊ, MESMO MUITO MAGOADO, NÃO GRITA, PORQUE SABE QUE ISSO FERE SEUS SENTIMENTOS” – MATHEW, 6 ANOS

Com seis anos este menino já sabe que amor é perdoar quantas vezes for necessário, e calar no momento em que o outro não está muito bem, para dialogar em paz depois.

Leia o resto deste artigo »

Musica para Alma

“Music should be healing; music should uplift the soul; music should inspire. There is no better way of getting closer to God, of rising higher towards the spirit, of attaining spiritual perfection than music, if only it is rightly understood.”  – Hazrat Inayat Khan


Eu sempre pensei na arte, como alimento para alma… temos nossas necessidades físicas, tão urgentes, mas a sublimidade da arte, nos alimenta de novos ares, novos sonhos…

Sem dúvidas, a música pode ser considerada a mais espiritual das artes, afinal música é vibração, e apesar do visual e o audiovisual tocarem nosso pensamento, tenho comigo, que a sutileza da música, alcança a alma. É capaz de influenciar nossos estados de espírito, emoções… Leia o resto deste artigo »

NOVAS TURMAS DE HATHA YOGA NA SAVASSI

Para quem mora ou trabalha na região do Centro e Zona Sul de Belo Horizonte, a partir desse mês passarei a oferecer aulas de Hatha Yoga na região: Rua Alagoas, 1000, sl. 909 Savassi.

Haverão várias opções de horários e dias. Para maiores detalhes entrem em contato no ESPAÇO PILATES SAVASSI:  (31) 3047-0770.

Agende uma aula experimental, sem compromisso, será um prazer recebê-los. Se quiserem conhecer o espaço, visitem o web site: www.espacopilatessavassi.com.br

Filhos!? Melhor é tê-los!!!

“Trouxeram-lhe também criancinhas, para que ele as tocasse. Vendo isto, os discípulos as repreendiam. Jesus, porém, chamou-as e disse: Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas. Em verdade vos declaro: quem não receber o Reino de Deus como uma criancinha, nele não entrará.” (Lucas 18,15-17)

Ontem, no aniversário de um ano do primeiro filho de uma grande amiga, conversava com ela sobre os momentos da vida e sobre as coisas das quais se abre mão para criar um filho.

A gente discutia, o quanto as pessoas que não amadurecem, e querem viver uma vida de solteiros, estando casados, sofrem. Sofrem porque não estão mais naquele momento de liberdade, e acabam perdendo a beleza de ver uma vida criada de si, crescer e florescer… está certo, quem casou e tem bebezinho, não pode curtir o sábado à noite.  Mas quem está solteiro, não tem o aconchego do lar que começou, que sonhou, e nem a chance de ver de novo a infância pelos olhos do seu filho.

Imaginem só, se não é a coisa mais fantástica, acompanhar uma pessoa desde o seu primeiro dia de vida? A gente redimensiona até o amor que tem pelos nossos pais, quando temos filhos.

 Observando minhas amigas, jovens mamães, eu pensei no que a vida pode nos ensinar com essa experiência Divina. Nos obriga a sermos melhores, porque as crianças aprendem muito mais com nossos atos, do que com nossas elaborações e falações… criança vive o presente, e entende o que é concreto, então, você é obrigado a ser o que você quer ensinar.

Falando em viver o mundo presente, as crianças ensinam isso aos adultos: as necessidades delas são “aqui e agora”, não dá pra ficar divagando, imaginando… tem que agir! E isso é um treinamento excelente para nós que vivemos perdidos na nostalgia do passado ou imaginando um possível futuro.

Deus em sua sabedoria infinita, fez com que na natureza, a gente nascesse pequeninos, frágeis e fofos… não dá pra não amar um bebê. A não ser que você tenha problemas sérios [porque apesar de toda perfeição da natureza, ainda existe infanticídio].  Então, quando as crianças começam a mostrar os traços não tão fofos da sua personalidade, nós adultos, já estamos completamente rendidos pelo amor que sentimos por elas!

 É muito triste que ainda haja violência contra as crianças, e abuso sexual, e todas essas coisas horríveis. Ou que os pais não percebendo a oportunidade de crescimento que é criar um filho, as maltratem, ou as releguem ao descaso, despreso. A infância é preciosa, mas não é todo mundo que tem a chance de vivê-la. Esse documentário mostra realidades que em nossa vida confortável, nem pensamos… mas é importante descobrir… aqui ele não está completo, mas as outras partes também estão no site que abriga essa primeira:

 

 

E por fim… tá certo, é difícil, é trabalhoso, rouba as noites de sono e a tranquilidade. Mas ter filhos nos dá a chance de reviver a infância – ô tempo bom – brincando com eles e entrando de novo em contato com a ludicidade e o faz de conta. Digo isso, porque tendo sido professora da educação infantil por alguns anos, mesmo achando muito trabalhoso, e muitas vezes preocupante, eu brincava, rolava no chão e ria muito com as crianças… a gente relembra o quanto os pequeninos se alegram com coisas tão pequenas, que a gente deixa de enxergar quando vai ficando adulto… um versinho, uma música, uma dança, uma brincadeira nova, um bichinho, um desenho, uma história… tudo é mágico aos olhos das crianças. E aonde nós deixamos nossa mágica no caminho e esquecemos dela? Boa pergunta… ter filhos pode nos ajudar a reencontrá-la.

Encerro com a beleza e a sabedoria do poeta:

“É comum a gente sonhar, eu sei

Quando vem o entardecer

Pois eu também dei de sonhar

Um sonho lindo de morrer

Vejo um berço e nele eu me debruçar

Com o pranto a me correr

E assim, chorando, acalentar

O filho que eu quero ter.

 

De repente, o vejo se transformar

Num menino igual a mim

Que vem correndo me beijar

Quando eu chegar lá de onde eu vim

Um menino sempre a me perguntar

Um por quê que não tem fim.”

Vinícius de Moraes.

 

 

Você tem filhos? Quer ter? Não quer? Como foi sua infância? Me conta!!!

O que esperar dessa década???

Meus amigos e amigas… nessa correria louca de fim de ano, eu nem tinha me conscientizado, que estamos estreiando a segunda década dos anos 2000!

Nas minhas reflexões, eu estava pensando que essa década é uma década grave para os que como eu, entraram na casa dos 30 [só em off, tenho pelo menos 7 amigos fazendo 30 esse ano].

Divagando sobre o assunto… eu pensei que essa para nós [os trintões] é uma década decisiva. Pensem comigo… quem não casou ainda, vai casar nessa década, ou resolver ficar solteiro(a) convicto(a).

Quem ainda não resolveu a vida profissional, nessa década  ou resolve, ou resolve, não tem opção já que todos estudamos tanto!

E quem ainda não tem filhos? Nós mulheres, temos que nos resolver nessa década – a não ser que a ciência arrume um jeito de termos filhos quarentonas! Ou que estejamos dispostas a adoção.

É muita pressão…

Aí, eu fiz uma lista do que eu penso para esses 10 anos… vou liberar o meu lado premonitório…

Para o mundo:

Eu torço muito que para nessa década, as pessoas aprendam a valorizar outras qualidades que não só a beleza física. Especialmente que só o fato da pessoa ser bela segundo os padrões da mídia [e as vezes imcompetente] não abra portas de facilidade. Que isso seja o privilégio de quem realmente se esforça! E que possamos enxergar outros tipos de beleza que não as pasteurizadas.

Que possamos efetivamente fazer da idéia de Desenvolvimento Sustentável –  ação, e que assim aprendamos a lidar com os problemas ecológicos de uma maneira mais madura e sensata… que a nossa ganância seja refreada em nome do bem estar coletivo… comprar sem tanto desespero, andar mais à pé e de bicicleta, se alegrar com pequenos prazeres, como olhar o mar ou as montanhas…

Adoraria que as pessoas passassem a ter um pensamento menos preconceituoso com a religião alheia, e que o pensamento religioso, ou filosofia de vida de cada um, fosse uma forma de unir e não de separar as pessoas. Antes de condenar, que as pessoas tivessem a disposição de entender a crença do outro: de onde vem? Qual seu contexto cultural? O que tem de semelhante com a minha crença?

Seria muito legal, que essa onda de relacionamentos descartáveis e uso do sexo como apenas diversão  passasse, e fosse substituida por relacionamentos maduros onde haja amor a si mesmo e ao parceiro. E que assim as crianças das próximas gerações pudessem ser educadas em lares amorosos onde haja respeito, educação, energia, e afeto.

 E falando em relacionamentos, que as pessoas cortassem de vez com essa história de competição entre os sexos! Que as mulheres cessassem de se masculinizar para conquistar o lugar dos homens, e os homens intimidados, ao invés de se tornarem sobremaneira delicados, resgatassem uma masculinidade mais tranquila que não domina o feminino mas que lhe tem como complementar.

Bom… esses são desejos cruciais para a humanidade, agora algumas coisas mais pessoais e algumas mais fúteis, mas não menos importantes:

Que J. K. Rowling escreva mais Harry Potter, talvez para preencher o hiato de 19 anos no epílogo de “As Relíquias da Morte”.

Mais um filme de Arquivo X, onde Mulder e Scully conseguem reencontrar seu filho perdido: William, e que possamos vê-los salvar o mundo, para serem novamente uma família.

Um filme da série “Friends” para que a gente saiba o que está rolando na vida daquela turminha maluca dos anos 90.

Exposições de grandes pintores universais, como Van Gogh, Renoir, Klimt, no Brasil.

Girassóis - Van Gogh

A moda seja mais democrática e vista todos corpos de todas cores!

o comercial de sabonete expressa bem isso

E desejos pessoais:

Eu quero ler muitos e muitos livros e que cada vez mais as histórias sejam fascinantes! Quero também escrever o meu! Só não sei sobre o quê.

A bem curto prazo comprar um carro.

Nessa década, sem falta, quero conhecer a minha adorada Paris!!!

 

Quero fazer doutorado numa área que traga novidades para mim e para o mundo, e quero poder ter um emprego que me permita fazer pesquisa e ser bem recompensada por isso.

Fazer muita yoga pra chegar nos 40 sarada, feliz, flexível, lindona e zen! 

Viver um grande amor – isso dispensa maiores explicações.

Vestir um Danielle Benício e ser fotografada por Kika Antunes!

Ter filhos… de preferência mais de um. Eu gosto mais de meninos, mas as meninas também são bem vindas… já tenho nomes, mas é segredo.

 

E você? Já fez sua listinha da década? O que vai ser moda? O que vai mudar? O que você deseja?

Uma Semana no Paraíso

luz
Entardecer na Baía dos Golfinhos

Desde que visitei Natal, a capital do Rio Grande do Norte, em Janeiro de 2006, sonhava voltar para passar uma temporada na linda Praia da Pipa, e esse ano consegui uma folguinha e junto com minha irmã e minha prima, montamos nossa viagem.  Visitamos sites do local, entramos em contato com pousadas, traslado, compramos a passagem e embarcamos pra lá, “com a cara e a coragem”.

buganville

O vilarejo é sossegado, e elegante. As construções lembram as fotos que vemos dos litorais da Itália, França, mas isso parece proposital. Conversando com os empreendedores locais, percebemos que a maioria é do Sudeste brasileiro ou do exterior.  Ficamos em uma pousada linda, em questão custo benefício, acho que é a melhor da cidade. Não é a mais luxuosa, mas fica no centro da cidade e na areia da praia ao mesmo tempo. O serviço é excelente, impecável. Café da manhã perfeito!

vista

O café da manhã é servido com essa vista modesta... dá pra acreditar?

O charme das construções é indiscutível, mas o grande atrativo de Tibau do Sul, município ao qual Pipa pertence, é a natureza. Comentei que parece que o criador tirou um dia bem humorado, e disse que ia criar um pedacinho do paraíso escondido no mundo. A cor da água, da areia são perfeitamente calculadas para que o mar seja verde transparente. A incidência do sol sobre a linha do equador, e as correntes marítimas conspiram para que a temperatura da água seja morna, na medida da perfeição. E as falésias, fazem sombra na hora certa, além de mudarem de cor gradualmente com a incidência da luz, variando entre o bege e o rosado.

entardecer

Como se não bastasse, a fauna dá show. Na Baía dos Golfinhos, os tais vêm nadar com os banhistas, é surreal, pra dizer o mínimo. Fora o visual, a foto acima foi feita nessa enseada. Em outras praias, pode-se ver as tartarugas nadando na parte rasa… coisas que a gente da cidade não está acostumado. O mar fez um trabalho tão caprichoso nas rochas, que parecem esculturas, vejam a pedra do Furo:

furo

Pedra do furo - Praia do Amor

Além disso tudo, o destino é muito romântico. Haviam muitos casais por lá… mas cá entre nós, se você já fantasiou uma viagem romântica à uma ilha deserta, a sensação deve ser essa… pegue seu par e fuja pra Pipa! Passe pelo menos uma semana, seu romance agradecerá. Dizem os engraçadinhos locais, que 90% da população foi “produzida” nas mornas piscinas naturais da praia do amor… porque será?

IMG_4966

Outra coisa que gostei foi do serviço de alimentação. Tem todo tipo de cozinha, pra todo gosto, e o preço é bom. Além de ser muito mais ágil do que em Natal. Rapidinho o almoço está pronto, servido e delicioso! Sucos e sorvetes também perfeitos!

 gatos de rua

Bom, teria coisas infinitas pra dizer… que vi e fiz em uma semana. Pra fechar com chave de ouro, eu recomendo que quando estiverem lá, contratem o passeio de 4×4 pra conhecer toda cidade. É muito legal! Há momentos no passeio que a gente se pega pensando “nossa, nunca pensei que veria algo assim na minha vida, pessoalmente…” As paisagens, a cor da água, os pratos, são inacreditáveis! Mas eu não vou ficar aqui falando de todas as coisas, vão e experimentem por si mesmos… viver é bom demais!

chapadao

Quase lá…

Véspera de viagem dá um friozinho na barriga…

pipa2

 

Check list… conferir tudo nas malas…

NATAL154

Mas  o tempo aqui em Beagá me incentiva mais e mais a viajar… abriram as torneiras do céu e não para de chover!!!

praia-de-pipa

 

Só de pensar em passar uma semana tomando um solzinho e curtindo a brisa do mar já revigora!!!

praia-de-pipa1