Meus Casais Favoritos: Ethan e Vanessa Penny Dreadful

Antes de começar este post, criei uma página no Facebook para que os outros fãs de Penny Dreadful que também torcem por Ethan e Vanessa possam se encontrar e compartilhar suas opiniões, angústias, teorias, afinal, não é fácil ser shipper (desde os tempos de Arquivo X). A página se chama Vanessa & Ethan Romance, e está linkada aqui mesmo.

Um dos temas já tradicionais aqui do meu blog são os meus casais favoritos. Gosto muito de séries de TV e Cinema, e quem me acompanha sabe que tenho uma queda por histórias românticas. Só não se enganem achando que qualquer história me seduz ou satisfaz, gosto de romances bem construídos, complexos. Para quem se interessa pelo assunto escrevi sobre ele em vários momentos: parte I, parte II, parte III, parte IV e em outro artigo aqui.

Na vida real, acho que o amor que vale a pena viver, é o amor tranquilo, cotidiano, que torna a vida melhor para os dois e não mais difícil, já discuti bastante o assunto. Mas na ficção, confesso que gosto dos romances com mais obstáculos, histórias intrincadas, amor romântico, em grande parte platônico. Na vida real amor platônico é insuportável, falo por experiência, mas nas narrativas é o que nos prende à história.

Penny Dreadful é uma série gótica, de terror que acontece na Londres vitoriana. Mistura histórias e monstros do terror clássico em uma narrativa única. Pela abertura, que é arrepiante, percebemos o clima que se seguirá. Mas o mais legal é a qualidade cinematográfica: roteiros excelentes, com uma carga dramática pesada, mas que não apela para o melodrama barato. Terror e suspense que faz com que nos peguemos tensos, grudados no sofá, sem ser cliché, um trabalho psicológico excelente.

Elenco afinadíssimo, com uma protagonista que faz tempo que não vejo tão poderosa, com tantos matizes, triste, assustadora, forte, frágil, elegante, desfeita, encantadora, distante… desde o início fiquei impressionada com a atriz Eva Green, que não conhecia, e sua atuação digna de todos prêmios de TV. 

Sua “contraparte” Ethan, representado pelo excelente ator (que acompanho desde o início da carreira e estava sumido) Josh Harnet, trazendo para esta história toda, um legítimo cowboy americano dos tempos do velho oeste, genial!

segundando-as-maos

Vamos ao romance… a partir de agora, se você não assistiu à série, contarei Spoilers... então, não perca tempo, vai lá assistir, depois volta pra dizer se concorda comigo.

Estamos no século XIX, época do “amor romântico”, inatingível, idealizado, impossível, e por isto, muitas vezes platônico… quando começamos a assistir a série, apesar dos protagonistas serem extremamente atraentes: Vanessa Ives vivida por Eva Green e Ethan Chadler vivido pelo lindíssimo Josh Harnett, acabamos por desfazer a ideia dos dois como par, pois cada um toma um caminho.  Entretanto, há uma atração quase que subliminar que faz com que o rapaz se una à causa da misteriosa dama que o contrata. Os dois primeiros diálogos entre os dois são extremamente sedutores… e os olhares então? Basta olhar as fotos.

O interesse amoroso de Vanessa na temporada se dirige ao alegre e despreocupado Dorian Gray e o de Chadler para a prostituta Brona, apesar de que ele tenha uma cena bem quente com o Dorian Gray – o mesmo que seduziu Vanessa.

oh-fuck-me

Os personagens parecem muito liberados e despreocupados nos jogos da sedução e sexualmente, mas no caso de Vanessa, estes episódios de arroubos sexuais sempre desencadearem a sua maldição: possessão demoníaca, como se o sentimento de culpa de moça católica deixasse brechas para sua subjugação psicológica.

Por tudo isto, Vanessa Ives é uma personagem muito complexa, multifacetada, demonstra muita segurança, ao mesmo tempo muita fragilidade emocional, psicológica. Como se sua sanidade, devido ao seu dom/maldição, andasse sempre por um fio. As vezes é uma personagem temida, assustadora, mas ao mesmo tempo, em vários momentos, nos encantamos ao perceber que é uma das mais humanas em uma sociedade frívola e egoísta. Se mostra geralmente como uma mulher altiva e elegante, mas de vez em quando revela um coração de menina.

Chandler, da mesma forma, tem vários fantasmas no passado, e esconde um segredo grave no presente, algo do qual nem ele mesmo tem total consciência – e nós telespectadores sabemos detalhadamente. Além da presença de cena, Josh dá a seu personagem a complexidade semelhante à da sua contraparte, com toda selvageria de seu segredo, suas atitudes e seu coração transparecem um homem bom, generoso, corajoso e leal, um personagem profundo, que nos faz identificar e tomar um pouco para nós aquela dor. Desde que ele compactua-se com Vanessa, nos primeiros episódios, sua lealdade à ela e à sua proteção são incansáveis.

 Estes dois personagens sofredores e fascinantes, são elementos perfeitos para um romance vitoriano. Desde o diálogo misterioso em que Vanessa lê o tarô para Ethan, e manda tirar uma carta, que quando virada se revela o arcano “Os Amantes”, sabemos de alguma forma que uma força invisível, inexorável atraiu aquelas duas criaturas, mas não sabemos ao certo o que e como vai acontecer, uma vez que o cenário fica cada vez mais complexo. 

Apesar da existência de relacionamentos na vida dos dois personagens, na primeira temporada, existe uma atração sempre presente, o fato de apesar de desistir do trabalho Ethan voltar para fazer parte do grupo comandado por Sir Malcoln, e Vanessa ter plena consciência de que ele voltaria.

Quando a aliança iria se desfazer, e eles resolvem fazer um pacto de confiança, Ethan encara Vanessa nos olhos e diz que ficaria por que confiava nela.  Temos também um momento em que os dois se encontram no teatro, cada um com seu parceiro, e a afinidade natural de Vanessa com Ethan faz com que a namorada do rapaz se sinta inferior e ameaçada.

Nos piores momentos de possessão da Srta Ives, quando a desenganaram e aguardavam sua morte, o demônio tenta seduzí-la utilizando a aparência de Sr. Chandler, ao qual ela confessa estar apaixonada… e quando resolvem por fim chamar um padre como última tentativa de salvação, é Ethan que consegue exorcizar e curar temporariamente Vanessa, mostrando uma dedicação e fidelidade raros. Segue o link a cena do exorcismo, que merece ser assistida:

A primeira temporada se encerra com os relacionamentos de ambos perdido: a namorada de Chandler morta e o affair de Vanessa com Dorian terminado, uma vez que ela considerou a atração sexual por ele perniciosa por despertar o pior que havia nela.

Dois personagens tão fortes e atormentados – afinal a aparência de força, beleza e autoconfiança escondem um passado de lutas e sofrimento pra ambos – são ingredientes perfeitos para o amor romântico que falei na introdução, com todos seus elementos, idealização, contexto impossível, admiração, completude, e ao mesmo tempo uma carga platônica forte, e este amor típico do século XIX vai florescer na segunda temporada.

Depois de tudo que viveram, Vanessa e Ethan dividem uma carga parecida de sofrimento, de não adaptação aos padrões sociais, ambos inadequados, solitários, e que no fundo carregam um conflito do desejo de uma vida normal e feliz, diferente do que o poder que a vida sobrenatural que levam proporciona. 

A vida de ambos fica mais difícil, Ethan inclusive, na primeira cena, revela que fugiria de Londres mas decide ficar pois descobre que Vanessa corre perigo e ele deveria se arriscar para protegê-la.

tumblr_nr26bgm61e1r2igv7o1_250

Neste contexto a fidelidade e honestidade da relação cresce cada vez mais, mas também, uma tensão sexual cada vez maior… olhares desejosos, frases não terminadas, uma preocupação com o bem estar do outro uma gratidão palpável pela generosidade e cuidado que ambos se dedicam. 

Esta tensão culmina quando a moça decide fugir por uns dias de Londres e Chandler vai junto para protegê-la. Estarem juntos, compartilhando segredos, histórias do passado, é ao mesmo tempo íntimo e conflituoso, eles se completam, se atraem, se amam, mas ao mesmo tempo são pessoas extremamente perigosas, Vanessa sabe o que acontece quando ela ama alguém e se entrega e Ethan agora conhece sua condição de lobisomem.

tumblr_n7mio1s7m01qd1s6no6_250

Ambos sabem que há um plano maior que os uniu, mas sabem também da impossibilidade de uma relação. E nós, ao assistir, conhecendo os segredos dos dois, sabemos que somente um poderia compreender o outro e o completar, que eles mereciam ficar juntos, mas ao mesmo tempo sabemos do perigo disto tudo e por que seria uma felicidade impossível.  

patronmithrandir-tumblr-com

Tudo isto vem à tona na cena do beijo desesperado que eles trocam, sentimos com Ethan a fúria por Vanessa o rejeitar, mas ao mesmo tempo, junto deles, sabemos o motivo da negativa, e a realidade fica pairando naquele ambiente de frustração… 

tumblr_npz03355Bt1qivq6eo2_500.gif

No dia seguinte, quando Vanessa pergunta a Ethan se ele gostaria ou sonhava com uma vida normal, ele diz a ela que eles não são iguais a todo mundo, eles tem “garras” por um motivo. Para ele, protege-la, é encontrar um motivo para sua vida amaldiçoada.

 

O final é simplesmente devastador, mas verdadeiro… a maior tentação que o demônio oferece à Vanessa é uma amostra de uma vida normal, casada com Ethan – a cena nos faz chorar de tão linda e ao mesmo tempo a impossibilidade dela existir arrasa nosso coração, e o dela. Eu me peguei dizendo “isto é uma crueldade suprema”, e a personagem o diz também quando percebe que era apenas uma ilusão, uma sedução do inimigo…

Quando ela vence o desafio, e mostra ao demônio quem é que manda. E no ápice da luta entre o bem e o mal, depara-se com seu amor transformado em lobisomem, ao invés de temer, se aproxima e tenta tocá-lo, e milagrosamente, ele não a ataca, ao contrário do que fazia em todos momentos: causando espetáculos de carnificina por toda parte.

tumblr_nr91l2vivw1rrwnsbo2_r1_250

Vanessa propõe a Ethan que ficasse com ela, que juntos eles não sentiriam mais medo, que dormisse ali, com ela, e ele veria… e num ato supremo de amor,  seja para poupá-la de assistir seu enforcamento ou  fosse por medo de possivelmente cortar a garganta de sua amada, como ele soube que podia ser capaz – mesmo com ela o aceitando plenamente na sua condição de lobisomem – O nosso herói romântico, faz o que os heróis românticos fazem: se entrega para ser executado. Sua crença é de que seja melhor morrer do que fazer as pessoas que amam sofrer por sua condição de condenado…  dessa forma, ele propõe à Vanessa que cada um caminhe sozinho, arrasando o coração dela – por amá-la demais, e o nosso também… “So we walk alone…”

tumblr_nso8j3nenl1tlzxwgo6_500

Encontramos Vanessa extremamente deprimida sem Ethan na terceira temporada, mostrando o que ela gosta mais dele até do que pensávamos, mas aparentemente, ela o tem como perdido, morto? Deportado? Suas vidas de novo os encaminham para outros interesses.

tumblr_npz2n6yqqf1qivq6eo2_5001

Pra mim, neste universo de tentações onde eles vivem, um é a luz do outro… Vanessa carrega em si o peso de ser a encarnação de Amonet, desejada por Drácula e pelo demônio, mas ainda assim ela tem livre arbítrio para lutar contra isto, Ethan reforça sua luz e seu amor a faz lutar contra as forças do mal que a desejam. Ethan é o “lobo de Deus”, o protetor predestinado de Vanessa, as forças do mal o querem, para vencerem e trazerem as trevas para terra, através de Vanessa, todos o tentam, mas quando está com ela, Ethan é luz, coragem, generosidade e força… o mal os tenta corromper por todos os lados, juntos eles tem força para traçar o caminho do bem, talvez, no final das contas, o amor é a força que pode salvar suas almas, e consequentemente, o mundo… Não vejo a hora de ver o destino os reunir novamente!

12650_original

E vocês, acompanham a série? Quais casais tocam seu coração…

3 Respostas to “Meus Casais Favoritos: Ethan e Vanessa Penny Dreadful”

  1. Mila Banks Says:

    Sou completamente alucinada pelo seriado Penny Dreadful, e louca por esse casal maravilhoso. Esse foi o melhor texto que já li sobre o casal, simplesmente perfeito, vc disse tudo o que eu penso. Foram feitos um para um para o outro.

    Daqui duas semanas começa a terceira temporada, já estou surtando com o que poderá acontecer com esses dois.

    Ótimo texto, bjos!!

  2. Mila Says:

    sou apaixonada por Penny Dreadful e mais ainda por Ethan e Vanessa. Eles são perfeitos juntos… nessa terceira temporada estou chateada com o Ethan e com a Vanessa, mas já sabia que aconteceria… o mal tentaria os dois novamente. Não vejo a hora do reencontro, acho que vai rolar a tão aguardada cena de amor entre os dois. Esperando ansiosamente!!

    • Cleide Sousa Says:

      Mila, faz tempo que tento responder seus comentários, o wordpress está conspirando contra mim… hehehe!

      Eu também gosto demais de Ethan e Vanessa, faz tempo que um casal de séries não me inspira assim (desde Mulder e Scully e depois House e Cuddy), curte a minha página lá no Facebook: https://www.facebook.com/VanessaeEthan/?fref=ts pra podermos conversar com mais facilidade, convide amigos!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: