Eternidade & Infinito – Viajando na Arte de Escher

Por volta de 2005 ou 2006 ouvi pela primeira vez falar em Escher… discutia arte com um colega da escola onde trabalhava, e ele – que não gostava do Surrealismo de Dali – me falou que o subconsciente na obra de Escher era muito mais rico. Ele me emprestou um livro com as obras do artista, e trouxe para casa, impressionada com a perfeição das formas e a riqueza da imaginação contida em todas as obras. Curiosamente, muitas imagens já eram minhas conhecidas, e provavelmente quase todo mundo já viu e conhece algumas das gravuras dele, só não sabia quem as criou… 

Leia o resto deste artigo »