Jon Bon Jovi – Muso Atemporal

Há um tempo escrevi um post sobre o Guns n’ Roses e minha adolecência, e este post é um dos mais visitados no blog hoje em dia:

https://cleidescully.wordpress.com/2010/05/17/guns-n-roses-e-meus-tempos-de-adolescente/

Eu gostava muito do som do Guns e achava Axl Rose extremamente sexy, com aquela beleza rebelde e cabelos ruivos… muito diferente dos nossos padrões. Mas o meu primeiro muso, de verdade, foi uma paixão decorrente de meu gosto por rock.

Ainda nos tempos da adolescência, assistindo programas de videoclipes, tão comuns e que faziam tanto sucesso entre nós, jovens que nem sabíamos que um dia haveria algo como o “You Tube”, conheci Jon Bon Jovi… tenho que dizer, durante muito tempo ele foi meu padrão de beleza masculina.


Numa dessas tardes, tendo feito a lição do dia e assistindo televisão, começou o clipe “You Give Love a Bad Name”. Eu já tinha ouvido falar da banda Bon Jovi, nos anos 80 eles estavam no auge do sucesso, mas ainda não tinha visto nenhuma performance deles, pois quando comecei a me interessar por rock, a banda estava separada e os integrantes, especialmente o Jon, estavam fazendo alguns trabalhos solo. Gravei o clipe [tinha esse hábito, gravava videotapes com umas 6 horas de clipes variados e depois assistia e assistia até aprender a cantar]. A primeira imagem que vi desse tão desejado “muso” foi mais ou menos assim:

Jon Bon Jovi no início da carreira

As meninas de hoje em dia dirão, “Nossa Cleide, mas você achava isso bonito?” eu confesso meninas, achava lindo demais, mesmo com o cabelo de poodle molhado [segundo o próprio Jon anos depois]. Mas vocês hão de concordar comigo, que o homem tinha sex appel. A primeira música que ouvi, era mais agitada, olha o tipo de coisa que os caras cantavam: “você dá uma má reputação ao amor”… rsrsrsrsrs. Eu não derreti de amores pela música, assim de cara, mas a energia da banda me cativou, quem não conhece confira a música para saber do que estou falando:

Me propus a conhecer mais sobre a banda, sobre os integrantes, e ver mais clipes, ouvir outras músicas. O hit de Jon Bon Jovi naqueles tempos era “Blaze of Glory” parte da sua carreira solo, um album que ele escreveu para o filme “Young Guns”. Eu já tinha uma queda por “cabeludos”, especialmente se usassem jeans surrado e jaqueta de couro… o visual de Jon, nos anos 90, com cabelos menos revoltos e um pouco mais maduro, me impressionou de vez:

Eu tenho o vinil desse album guardado aqui em casa até hoje. Blaze of Glory é uma canção muito interessante, os vários sons de guitarras diferentes proporciona um clima inovador à canção, e eu era fascinada pelo Grand Canyon, lia sobre ele, era doida pra conhecer, o clipe não poderia ser em outro lugar:

É claro que tenho que concordar que Jon tinha um gosto duvidoso para se vestir… eu fico pensando o que é estar com uma roupa de couro dessas no meio do deserto… mas ele tinha corpo e atitude pra isso, fazer o quê não é? Eu me tornei tiete dele mesmo! Comprava tudo da banda, conhecia todas letras de música de “cor e salteado” [conheço até hoje… fazer o quê? Velhos hábitos não morrem assim…]. As baladas românticas da banda marcaram minhas apaixonites de adolescência… ele falava tudo que a gente queria dizer quando se apaixonava . Era para ouvir suspirando… Vejam algumas:

Never Say Goodbye – uma das baladas mais românticas que eu já ouvi, até hoje gosto do som e das sensações que ela causa, além da nostalgia que nos leva direto àqueles tempos. A canção fala dos amores de adolescente, especialmente da “High School”. Curiosamente, Jon Bon Jovi é casado desde muito jovem, com seu amor da escola. Tem mais de 20 anos de casado e quatro filhos. Sempre declarou seu amor à esposa Dorothea [Ô mulher poderosa!]

I’ll be there for you – é considerada “breguinha”, porque tem aquelas rimas muito sacadas e todo aquele lance de “Eu roubaria o Sol do Céu para você” e todas essas promessas de apaixonados. Eu adorava! Gosto até hoje… e foi uma das poucas músicas que aprendi a tocar depois de anos de aula de violão… enfim, concluí que não tinha dom para música… infelizmente!

Living in Sin – o clipe era meio “hot”, eu achava lindo, em preto e branco, a música meio sussurada… um clima bem íntimo, a batida da música no início parecendo de um coração. Fora a letra de tirar o fôlego: “Eu só preciso de você meu bem, para me olhar nos olhos…” Uau!!!!!!!!!!!!

Nos anos 90, quando descobri a banda, eles ressurgiram depois de anos separados e lançaram o album “Keep the Faith“, me lembro como se fosse ontem, quando assisti ao clipe e vi Jon de cabelos curtos! Naquele momento eu detestei, mas com o tempo me acostumei passei a achar que ele ficou muito mais bonito, sem tanta “poluição visual”, realçando o tom loiro dos cabelos e o azul forte de seus olhos!

A banda amadureceu, e na minha humilde opinião de fã, Keep the Faith e These Days são os melhores albuns que eles produziram. Entre o lançamento de um e outro trabalho, a banda fez uma coletânea de seus melhores sucessos até então. Foi lançada entre 1994 e 1995, é um dos meus discos favoritos entre todos. Tenho a versão em vinil e já tive dois CD’s. Eu recomendo, quem quer conhecer Bon Jovi, “Crossroad” dá uma boa idéia do trabalho da banda.

Os meus tempos mais “tiete” da banda foram esses. Eu ouvia These Days todo santo dia!!! Conheço todas as músicas desses três albuns. As minhas favoritas são as baladas românticas:

Bed of Roses, fala de amor e saudades, distância… a letra é meio obscura em algumas partes, mas como essa música tocou!

A canção de maior sucesso de “Crossroads” foi sem dúvidas “Always”, aqui no Brasil foi até tema de novelas, tocou, tocou, tocou… e até hoje o povo gosta! Mais uma letra apaixonada! Para mim é um dos clipes em que Jon está mais bonito [com todo respeito!]

“In these Arms”  tem o estilo da banda, apaixonado, animado, feliz… era uma das minhas favoritas.

This Ain’t a Love Song – é a primeira música que ouvi de These Days, dizem que a banda não curtiu muito o clipe no climinha oriental, mas eu até gosto…

A música que deu o nome ao album, não saía da minha cabeça, o clipe é muito legal:

Mas as minhas favoritas eram as românticas: Lie to Me, Hearts Breaking Even, It’s Hard [Letting you go].


Bon Jovi me introduziu no mundo da “tietagem”, até então eu nunca tinha ficado tão envolvida com o trabalho de uma banda. Comprava todas as revistas que dissessem respeito ao Bon Jovi, tinha pastas e pastas, fazia desenhos, coisas de fã mesmo. Além de assistir milhares de vezes cada clipe. Não preciso dizer que naquele tempo, os loiros chamavam minha atenção incondicionalmente, é claro que com o tempo, esses traços só ficam no subconsciente da gente, que amadurecendo percebe que eram apenas idealizações de adolescente…

Depois de “These Days” a banda sumiu novamente, e Jon tentou a carreira de ator. Nesse meio tempo, eu acabei me desligando da banda, pelo menos do fanatismo adolescente… passou a fase. Ainda acho que Jon Bon Jovifoi um dos mais belos da história do rock. Muso é Muso! Reconheço a voz dele em qualquer lugar, mesmo quando nunca tenha ouvido a canção, penso: “nossa, é o Bon!!” [era assim que o chamava…] Acho gostoso lembrar dessas coisas, que fizeram tanto sentido na minha vida  há algum tempo, e mesmo passando trazem consigo um gosto bom de lembranças alegres.

https://www.youtube.com/watch?v=JXCyzIt1HdY

Recentemente, na ocasião do Rock  in Rio de 2013, tive oportunidade de assistir uma reportagem sobre ele, e fiquei muito bem impressionada com o amadurecimento do Jon. Ele falou em entrevista, que ser um “rock star” não define ninguém, e uma pessoa precisa ser muito mais do que este rótulo fantasioso. Que ele tinha a vida dele, a família dele e muitos projetos importantes além de ser músico. Mostraram uma iniciativa do cantor no bairro pobre onde nasceu e foi criado, que dá várias oportunidades para pessoas menos afortunadas. Nos últimos anos também, após uma crise familiar: problemas com a filha adolescente, o artista teve uma postura madura sem tentar esconder o que havia mas se posicionando de maneira extremamente correta. Apesar de não ser tiete e acompanhar a carreira, senti um certo orgulho por vê-lo mostrar que um astro do rock pode ter uma vida digna e lúcida. 

E vocês meninas? Quais são seus musos? Será que temos musos em comum? Meninos, sei que este post está muito “girlie”, mas talvez vocês tenham curtido a banda em algum momento…

Para todas nós, mulheres, que merecemos… algumas fotos de Jon em suas várias fases, visuais e seu gosto meio duvidoso, mas não menos fascinante, de se vestir…

20 Respostas to “Jon Bon Jovi – Muso Atemporal”

  1. Sergio Soares Sena Says:

    Muito bom lembrar de bom jovi. Essa banda eu ouvia e ainda ouço bastante. Além das que você já postou que são muito boas vou deixar algumas que gosto pra complementar o repertório:
    Miracle

    Someday I’ll Be Saturday Night

    Wanted Dead Or Alive

  2. Guns n’ Roses e meus tempos de adolescente… « Colcha de Retalhos Says:

    […] Recentes Cleide Sousa em Jon Bon Jovi – Muso…Sergio Soares Sena em Jon Bon Jovi – Muso…Cleide Sousa em Razões para Amar Paris, […]

  3. Yanne Says:

    É bom passar aqui e ver você trazer de volta amores que nunca passam….minha filha iria morrer de rir, mas isso era um cara hotttttttttt!KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    • Cleide Sousa Says:

      Yanne, acho que temos amores semelhantes, provavelmente por termos vivido a adolescência na mesma época.

      Sobre as meninas estranharem a beleza de Jon, eu tenho uma aluna de 13, 14 anos, que é fascinada por ele, ela acha que ele é o homem mais bonito do mundo! Mania que pegou da mãe… rsrsrs

  4. Dayse Says:

    Ô Cleide! Foi muito bom ver este post, me fez voltar no tempo, só quero fazer duas observações:
    1) Em se tratando de gosto duvidoso paara se vestir, faltou uma foto de corpo inteiro com aquelas calças coladinhas, antes da fase do jeans surrado. Nesta época inclusive ele fazia aquelas maquiagens “a la” Kiss.
    2) Na minha módica opinião, faltou o clip Miracle, ele está simplesmente MARAVILHOSO!
    Beijos e até mais!

    • Cleide Sousa Says:

      Dayse! Eu amo Miracle! Vou acrescentar… fiquei lembrando das imagens dele, e no final esqueci de pôr aqui! O Jon está mais que perfeito naquele clipe, assisti centenas de vezes!

  5. Cristiane Says:

    Oi, adorei tudo o que li, vc disse exatamente o que muitas de nós sentimos cada vez que vemos a imagem do Jon, cada vez que reconhecemos sua voz mesmo que a música esteja tocando longe…baixinho. Sou fã desse cara, e até hoje, mesmo casada com tantas atribuições, ele tem um cantinho especial em minha vida. Obrigada.

  6. Priscila Says:

    Seu post sobre Bon Jovi está perfeito! Mesclando fotos e a história da banda, que nostalgia… Lembro que “These Days” foi o primeiro CD internacional que comprei, juntei semanas o $ da cantina pra conseguir… rs.

    Uma sugestão de música já bem recente: “Thank you for loving me”:

    Bjos

  7. Rosi Says:

    Olá td que vc disse concordo e assino em baixo até hj curto muito essa banda, e pra mim ele continua sendo o cara mais lindo,carismatico, simpatico, charmoso, sexy….. tive a oportunidade de ir a 3 shows dele aqui no Brasil, sem comentários… Qdo fui ao show do guns estava de 3 meses de gravides e fiquei bem embaixo do palco foi muito bom tbem, mas o Axel , não é nada simpatico co, as fãs dele pelo q pude ver o cara é muito louco…. Mas falando de bandas sou ecletica dosto do METALLICA, rAMMESNTEN da uma olhada é muito bom , olha matei a saudade com seu tunel do tempo passa muito rapido abraços

  8. Mirys Says:

    Oi Cleide!

    Sumiu, mocinha???

    Ano novo, vida nova, é dezembro começando pro ano terminar!!!! Vamos recomeçar, do marco ZERO e contruir novas “nós”. Melhores, aprimoradas! Saidinhas da fábrica!

    Para dar um up na minha vida (e de quem mais quiser ler), comecei uma listinha de 25 coisas bacanérrimas, sem as quais não consigo viver. Entenda coisas por atitudes, pessoas, etc.

    A 1a já foi alegria (http://diariodos3mosqueteiros.blogspot.com/2010/12/alegria-coisas-imprescindiveis-da-vida.html) e a 2a foi gentileza (http://diariodos3mosqueteiros.blogspot.com/2010/12/gentileza-coisas-imprescindiveis-da.html). Detesto grosseria!!! Mas, quem gosta, né?

    Bjos.

    Mirys
    PS: se gostar da campanha e quiser divulgar, fique à vontade! Na verdade, até agradeço!!!

  9. Mariana Says:

    Cleideeeeeeeeeeeeeee!!!!!!
    Aff….ficou excelente o texto do BONNNNNNNNN !!!
    Eu também o chamo assim…rsrs….cheia de intimidade!
    Fui lendo, lendo…e lembrando de tudo…desde 1994..!!!
    Muito bom!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Ahahah…lembra ele de cabelo de poodle..ahaha!!! Ainda assim maravilhoso!!!
    Aiiiiiiiiiiiii…. vi os clipesssssssssssssss….
    E as fotos…affffffff…… sem palavras!!!
    Lembra a gente na faculdade? ai, que delícia! Saudades!!
    Parabéns pelo o blog!! Tá show!!!
    Parabéns linda!

    BON JOVI muso super ultra mega Atemporal!!

    Bjooooooooooooooooooooo

  10. Poliana Says:

    amei esse texto esta de parabéns,mesmo eu sendo nova amo o Jon Bon Jovi,adoro Guns´n Roses,Kiss,Skid Row entre outras bandas hard rock.
    Mais entre todas a Bon Jovi é a melhor banda, adorei muito o texto,esta perfeito como o Jon.

    Beijovis para todos

    • Cleide Sousa Says:

      Oi Poliana!
      Obrigada pela visita e pelos elogios… o texto não está graaandes coisas, mas veio do coração! Eu realmente adorava o Bon Jovi!
      Bjs e volte sempre!

  11. Bruna Says:

    Adorei seu blog Cleide!
    O modo como você descreveu a vida do Jon, mesclando fotos… Muito legal!
    O Jon esteve presente em várias fases da minha vida. Quando tinha 6 anos (1996) minha irmã comprou dois CDs da banda, Cross Road e Destination Anywere e eu já me apaixonei de cara… Perdi a conta de quantas vezes chorei ouvindo always por saudade do que vivia na época que ouvia a música, de quantas vezes de diverti ouvindo Wanted Dead or Alive… E hoje eu e meu marido fazemos parte de um moto grupo o qual a música tema é You give love a bad name. Onde chegamos para encontros com outros motogrupos, levamos a música que foi alterada com inclusão de som de motos acelerando, mas só na parte instrumental, não poderíamos atrapalhar a voz do nosso Jon…
    Me casei dia 10/12 e as alianças entraram ao som de Thank you for lovin’ me todo mundo amou, ficou muito lindo mesmo.
    É muito bom lembrar dos tempos antigos, tempos de revistas, pôsters…
    Eu ouço muito até hoje.
    Uma das minhas preferidas é Bed of Roses.
    Parabéns!
    Beijos!!!

    • Cleide Sousa Says:

      Que legal Bruna, que você gostou!
      Seja bem vinda!!!
      Eu fiquei com medo do meu depoimento sobre o Bon Jovi ser meio brega… mas várias pessoas como você deram seu depoimento e me mostraram que a idéia foi legítima.
      Te add no orkut!
      Bjs!

  12. Janaina Says:

    Nossa,compartilho com você do gosto pelo Guns e pelo Bom Jovi,especialmente por seus vocalistas que foram sim,símbolos sexuais de nossa geração…Ainda hoje o Jon é lindo…muito bom relembrar esses tempos.😀

  13. Cleide Sousa Says:

    Reblogged this on Colcha de Retalhos and commented:

    Hoje Bom Jovi completa 52 anos! Para comemorar, um post antigo mas bem atual…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: