Por que o Brasil é assim e o que eu tenho a ver com isto? Parte I

2014 Chegou e é um ano que promete ser marcante: Copa do Mundo de futebol no Brasil e Eleições para presidência e Governo, e cargos do legislativo.  Tais acontecimentos costumam trazer um clima de análise e as vezes, muitas vezes, de revolta. Nos revoltamos contra o governo, contra as taxas, impostos, questionamos como viemos parar aqui, o que fizemos para merecermos nascer aqui? E pensamos se há algum país mais corrupto, mais atrasado que o nosso.
c9d1fdb6ec2a71df770380a1ad8dbd3a
Curiosamente, encerrei o ano de 2013 lendo o instrutivo livro 1808* de Laurentino Gomes, que desenvolveu uma pesquisa histórica minuciosa, utilizando-se de fontes variadas, fazendo cruzamento de vários dados, e o mais interessante: publicado com uma escrita didática e acessível ao leitor não historiador. O que tem uma coisa com a outra? Bom, o fato é que lendo 1808, vi muitíssimo nos nossos governantes atuais e no brasileiro comum da corte portuguesa que chegou no Brasil naquele ano e da elite que se formou a partir disto.
Leia o resto deste artigo »
Anúncios

Lira Romantiquinha

(Carlos Drummond de Andrade)

Por que me trancas
o rosto e o riso
e assim me arrancas
do paraíso? Leia o resto deste artigo »

Uma Semana no Paraíso

luz
Entardecer na Baía dos Golfinhos

Desde que visitei Natal, a capital do Rio Grande do Norte, em Janeiro de 2006, sonhava voltar para passar uma temporada na linda Praia da Pipa, e esse ano consegui uma folguinha e junto com minha irmã e minha prima, montamos nossa viagem.  Visitamos sites do local, entramos em contato com pousadas, traslado, compramos a passagem e embarcamos pra lá, “com a cara e a coragem”.

buganville

O vilarejo é sossegado, e elegante. As construções lembram as fotos que vemos dos litorais da Itália, França, mas isso parece proposital. Conversando com os empreendedores locais, percebemos que a maioria é do Sudeste brasileiro ou do exterior.  Ficamos em uma pousada linda, em questão custo benefício, acho que é a melhor da cidade. Não é a mais luxuosa, mas fica no centro da cidade e na areia da praia ao mesmo tempo. O serviço é excelente, impecável. Café da manhã perfeito!

vista

O café da manhã é servido com essa vista modesta... dá pra acreditar?

O charme das construções é indiscutível, mas o grande atrativo de Tibau do Sul, município ao qual Pipa pertence, é a natureza. Comentei que parece que o criador tirou um dia bem humorado, e disse que ia criar um pedacinho do paraíso escondido no mundo. A cor da água, da areia são perfeitamente calculadas para que o mar seja verde transparente. A incidência do sol sobre a linha do equador, e as correntes marítimas conspiram para que a temperatura da água seja morna, na medida da perfeição. E as falésias, fazem sombra na hora certa, além de mudarem de cor gradualmente com a incidência da luz, variando entre o bege e o rosado.

entardecer

Como se não bastasse, a fauna dá show. Na Baía dos Golfinhos, os tais vêm nadar com os banhistas, é surreal, pra dizer o mínimo. Fora o visual, a foto acima foi feita nessa enseada. Em outras praias, pode-se ver as tartarugas nadando na parte rasa… coisas que a gente da cidade não está acostumado. O mar fez um trabalho tão caprichoso nas rochas, que parecem esculturas, vejam a pedra do Furo:

furo

Pedra do furo - Praia do Amor

Além disso tudo, o destino é muito romântico. Haviam muitos casais por lá… mas cá entre nós, se você já fantasiou uma viagem romântica à uma ilha deserta, a sensação deve ser essa… pegue seu par e fuja pra Pipa! Passe pelo menos uma semana, seu romance agradecerá. Dizem os engraçadinhos locais, que 90% da população foi “produzida” nas mornas piscinas naturais da praia do amor… porque será?

IMG_4966

Outra coisa que gostei foi do serviço de alimentação. Tem todo tipo de cozinha, pra todo gosto, e o preço é bom. Além de ser muito mais ágil do que em Natal. Rapidinho o almoço está pronto, servido e delicioso! Sucos e sorvetes também perfeitos!

 gatos de rua

Bom, teria coisas infinitas pra dizer… que vi e fiz em uma semana. Pra fechar com chave de ouro, eu recomendo que quando estiverem lá, contratem o passeio de 4×4 pra conhecer toda cidade. É muito legal! Há momentos no passeio que a gente se pega pensando “nossa, nunca pensei que veria algo assim na minha vida, pessoalmente…” As paisagens, a cor da água, os pratos, são inacreditáveis! Mas eu não vou ficar aqui falando de todas as coisas, vão e experimentem por si mesmos… viver é bom demais!

chapadao

Quase lá…

Véspera de viagem dá um friozinho na barriga…

pipa2

 

Check list… conferir tudo nas malas…

NATAL154

Mas  o tempo aqui em Beagá me incentiva mais e mais a viajar… abriram as torneiras do céu e não para de chover!!!

praia-de-pipa

 

Só de pensar em passar uma semana tomando um solzinho e curtindo a brisa do mar já revigora!!!

praia-de-pipa1

Adoro Viajar!!!

01biquini

 

E para mim, fazer as malas faz parte do processo de celebrar e saborear cada momento da viagem…

 

00biquini

 

Em breve… diário de bordo!!!

Um Edward Cullen pra chamar de seu…

… é o que todo mundo quer, confessem meninas!

b-Edward-Cullen-4caf9f5953a6

 

Já faz algum tempo que tenho pensado nesse fenômeno: porque 10 em cada 10 meninas de qualquer parte do planeta, quer ter seu próprio vampiro???

Há um tempo comentei sobre o filme “Crepúsculo” aqui no blog, e até hoje é o post mais visitado de todos… https://cleidescully.wordpress.com/2009/06/17/caindo-na-real/ e desde então, tenho recolhido dados, e refletido para entender o motivo do fenômeno. Comecei a ler o livro, mas ainda não terminei… de qualquer forma, se vocês só assistiram ao filme, corram para ler o livro, porque o filme não capta metade do clima da história, e a protagonista menos ainda… ela não é um milésimo do que é Bella no livro, com seu humor sarcástico, e sua visão trágica de adolescente.

00edward%20cullen

 

Vocês vão me dizer: “Ah, Cleide, queremos o Edward é porque ele é lindo!”  Muitas já até disseram… não faltam coments dizendo isso lá no post passado: mas vocês devem concordar, como moçoilas inteligentes que são, que  beleza não é tudo… Quantos bonitões por aí perdem totalmente o encanto simplesmente abrindo a boca?

Eu sei que Robert Pattinson é belíssimo [eu o acho mais bonito que Edward, porque é mais coradinho e tem lindos olhos azuis], mas há mais por detrás da adoração pelo vampirinho do que só a sua bela figura.

 

0oy

Lendo o livro, comecei a levantar alguns pontos que podem ser relevantes para explicar o sucesso de Edward como muso geral da galera… não terminei de ler o livro ainda, então, esse assunto pode render outros posts, quem sabe?

1- Ele [e sua família] tem estilo… e vamos concordar, que isso é alguma coisa!

“Fiquei olhando porque seus rostos, tão diferentes, tão parecidos, eram completa, arrasadora e inumanamente lindos. Eram rostos que não esperava ver a não ser talvez nas páginas reluzentes de uma revista de moda.” (Crepúsculo, p.22)

00twi-flip

2- Ele é irresistivelmente misterioso. E nós mulheres, ainda mais as adolescentes, sentem atração por homens misteriosos, que não se consegue ler de cara, não é mesmo?

 

721109Edward%20Cullen%203

3- Ele sabe ser gentil e cavalheiro. Boa educação tem seu lugar, e como ela tem sido subestimada nos últimos tempos. Não é de se espantar, que um protagonista com ares de mocinho do romantismo, derretesse todas as mulheres por aí.

03721938

 

4- O seu jeito protetor é a característica mais marcante de Edward, e para mim, é sem dúvidas uma das que [mesmo que subconscientemente] arrasta a mulherada. Ele quer proteger Bella de tudo, até dele mesmo, até de si mesma… em tempos de mulheres independentes, e homens sem iniciativa, essa caracterísitica realmente marca muitos pontos… um homem forte, que sabe o que quer, protege a amada até com a própria vida… é quase uma utopia hoje em dia. Mas parece que as mulheres, apesar de toda casca de poder feminino, ainda desejam um pouco de aconchego…

 

001edward_cullen

Contudo, para mim o que explica com mais propriedade o fenômeno da série, é a identificação com a protagonista. O livro é escrito de uma forma intimista, como se lêssemos o diário de Bella, e mergulhamos no seu cotidiano. E quantas de nós somos ou fomos aquela mocinha sem graça, que senta no canto da sala, e fica observando as colegas chamarem atenção com sua beleza fútil, as vezes nem beleza, só popularidade?

 

O desejo de ser vista, de ser querida, especialmente se for pelo mais belo e misterioso dos rapazes, com capacidades sobre humanas… habita muitos subconscientes. E acredito que é por essas e por outras que, muitas meninas, e outras nem tão meninas mais… gostariam de ter um Edward pra chamar de “seu”… 

…exclusivamente seu!

 

crepusculo_15 

 “De três coisas eu estava convicta.

Primeira, Edward era um vampiro.

Segunda, havia uma parte dele –  eu não sabia que poder essa parte teria – que tinha sede do meu sangue.

E terceira, eu estava incondicional e irrevogavelmente apaixonada por ele.” (Crepúsculo)

Quando Entrar Setembro…

 

200139874-001

 

… e a boa nova andar nos campos, quero ver brotar o perdão, onde a gente plantou…” – Beto Guedes

 

00 sol de primavera

Setembro sempre foi um dos meus meses favoritos… não sei porque, acho que depois da correria de Agosto [que para mim sempre foi um mês tumultuado] vêm a leveza, a alegria de Setembro.

 Talvez porque em Setembro, inicia-se a Primavera aqui no hemisfério sul… fico pensando se o autor da canção não tem razão: “Sol de Primavera, abre as janelas do meu peito…” acho que temos um registro na alma, que primavera é tempo de abrir o coração, e isso me faz  sentir bem.

00primavera01

Sempre que começa Setembro, algo no meu coração me diz que é hora de colher o que de bom plantei durante o ano… acho que é tempo de “parir” o que se gestou, já que são nove meses do ano corrente, tempo de amadurecimento de tantos projetos que sonhamos no reveillon.

Eu fico pensando, se mesmo tão urbanos e tecnológicos que nos tornamos, ainda não carregamos um pouco da magia e inocência dos povos antigos, que se guiavam pelos rítmos naturais, e por isso, setembro desperta em nós, algo ancestral, guardado no íntimo de nossos espíritos, acho que o texto de Cecília Meireles, diz bem sobre isso…

it50_toscana_girassois

Primavera

Cecília Meireles

A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.

Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.

Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.

Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.

Esta é uma primavera diferente, com as matas intactas, as árvores cobertas de folhas, — e só os poetas, entre os humanos, sabem que uma Deusa chega, coroada de flores, com vestidos bordados de flores, com os braços carregados de flores, e vem dançar neste mundo cálido, de incessante luz.

Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.

Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.

Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera.

Texto extraído do livro “Cecília Meireles – Obra em Prosa – Volume 1”, Editora Nova Fronteira – Rio de Janeiro, 1998, pág. 366.

 00 daysiesprimavera

Meus queridos e queridas, que os frutos de sua colheita, sejam doces e fartos, e que setembro seja um mês de despertamentos de amores e felicidade!

Publicado em Sem categoria. Etiquetas: , . 1 Comment »