Orgulho de ser Mineira I – Pampulha

A história do Conjunto Arquitetônico da Pampulha se liga intimamente à criação da cidade de Belo Horizonte. A capital mineira foi a primeira cidade brasileira a ser planejada, criada para dar ares de modernidade ao estado, que até então tinha como capital Ouro Preto, antiga Vila Rica.  BH foi inspirada nos grandes modelos que deram certo no século XX: Paris, Chicago entre outras.

Posteriormente à efetivação do plano principal do centro da cidade por Aarão Reis, em 16 de Maio de 1943 foi inaugurado o Complexo Turístico da Pampulha, composto pelo Cassino, a Igreja de São Francisco de Assis, Casa do Baile e Iate Clube.

Desenho do Museu de Arte da Pampulha

Na ocasião estavam presentes o presidente Getulio Vargas, o governado de Minas Gerais: Benedito Valadares e o prefeito da cidade de Belo Horizonte: Juscelino Kubistscheck.

Tal conjunto foi implantado ao redor do lago artificial com o mesmo nome, no intuito de se promover uma “urbanização de categoria” perto de Belo Horizonte. Ou seja, a Pampulha nasceu para ser um cartão postal da cidade, surgiu com vocação de atrativo turístico.

Três das quatro edificações eram dedicadas ao lazer: Cassino, Iate Clube e Casa do Baile. Refletindo a religiosidade mineira, e como para “penitenciar” perante os “prazeres da carne” promovidos, afastado dos outros prédios “mundanos” encontra-se a Igreja de São Francisco de Assis.

Assim como a planta da capital, a criação da Pampulha refletiu os ideais modernos vigentes no Brasil, inicio do século XX. Alguns elementos como a declaração de riqueza de meios técnicos, racionalidade refletem este ideal. A vida suburbana também fora apregoada como “empresa modernizadora”, demonstração de civilização, lembrando iniciativas da aristocracia inglesa do século XIX, mas com a diferença de ser totalmente destinada a fruição, não contendo nada que remetesse ao universo do trabalho.

Esse cenário turístico de fruição e lazer não poderia ter sido concebido sem um cassino, símbolo dos rituais do desperdício mundano, muito em voga no início do século XX no Brasil. O projeto do cassino mineiro era ousado, moderno, um jogo de volumes multiplicados para sugerir exuberância.

Logo após a inauguração do conjunto, os jogos de azar foram proibídos no Brasil [Em 30 de Abril de 1946,]. Deixando o prédio inativo por anos. Hoje, no prédio do Cassino funciona o Museu de Arte da Pampulha. Destinado a obras da arte contemporânea, devido à peculiaridade de seu espaço: praticamente um museu sem paredes.  Sem dúvidas, quem já o visitou, sabe que é um dos prédios mais belos da cidade. A entrada e rampa são revestidas de um raríssimo mármore rosado, e há uma parede toda de espelhos, também rosados. A fachada panorâmica, dando vista para o lago. Belíssimas esculturas nos jardins…

Arquiteturas no jardim do MAP, as fotos são minhas

A Casa do Baile, foi inagurada com o intuito de oferecer opções de lazer à população mineira. Seu projeto inicial incluía um restaurante e um salão com mesas. Atrações musicais e bailes eram constantes no prédio. Hoje ela é administrada pela Fundação Municipal de Cultura, da cidade de BH. E funciona na edificação um centro cultural, e Centro de Referência de Urbanismo, Arquitetura e do Design.

O Iate Clube talvez seja o menos conhecido do conjunto arquitetônico da Pampulha. Nas décadas de 40 e 50, a alta sociedade mineira tinha por hábito frequentar o Country Club e o Automóvel Clube. O clube da Pampulha foi criado para oferecer mais uma opção de lazer, esporte e recreação para a população, especialmente a classe A. Intentava-se que ele fosse conhecido em todo país por sua importância e suntuosidade.

Finalmente, a famosa e querida Igrejinha da Pampulha, projetada por Niemeyer e com pinturas de Cândido Portinari, que com a “candura” própria de sua inspiração, produziu uma das imagens mais bonitas de Francisco de Assis [para mim a mais bonita] que já se concebeu. A arquitetura que lembra as montanhas mineiras, a fachada de azulejos pintados de azul, o mural inesquecível do altar, juntamente com os jardins projetados por Burle Marx, fazem da igrejinha uma das vistas mais bonitas da cidade de Belo Horizonte.

Linda foto da igrejinha, o fotógrafo: Digão Cordeiro.

Como eu disse, a Pampulha nasceu com vocação de atrativo turístico de Belo Horizonte. Posteriormente, em 1965 agregaram-se o Mineirão(Estádio Governador Magalhães Pinto) e o Mineirinho ao conjunto, reafirmando a vocação de lazer da região. O Jardim Zoológico e Jardim Botânico, que no projeto inicial de Belo Horizonte estavam no Parque Municipal, hoje também estão na Pampulha, assim como Parque Ecológico Promotor Francisco Lins do Rego foi inaugurado em 2004 na região.

Parque Ecológico da Pampulha

Mineirão e Mineirinho

Como estudiosa do Turismo e do Lazer, eu sempre acreditei que compartilhar as histórias e detalhes de um local, nos ajudassem a conectar melhor com ele, sentir como sente o morador, o cidadão. Mas muitas vezes somos cidadãos e não conhecemos nossas próprias histórias. A genialidade destes artistas e visionários da primeira metade do Seculo XX, que deixaram como legado uma paisagem tão particular, são um dos motivos do meu orgulho de ser mineira, e especialmente belorizontina.

Aos amigos leitores e conterrâneos, espero que tenham gostado, e que aproveitem os espaços de lazer da nossa cidade. Aos amigos e leitores de outro estado, fica o convite para que nos visitem… Belo Horizonte é muito mais que uma capital de turismo de negócios, nela fervilha a arte, o humor, a história, a beleza, a alegria…

Anúncios

2 Respostas to “Orgulho de ser Mineira I – Pampulha”

  1. Alex Says:

    Cleide, está ótimo o artigo! Lindas fotos, textos muito bem escrito… Com certeza, quem ainda como eu não conhece BH ficou com vontade de visitar a cidade. Natureza, arte e pessoas alegres. Combinação perfeita!
    E que honra! Serei o primeiro a comentar a página!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: