Idade de Bridget Jones

Desculpem a minha demora entre os posts… quase nunca consigo fazê-los diariamente. É que meus textos, são resultado de assuntos sobre os quais eu costumo refletir, ler, algo que assisto. Qualquer coisa que ocupe meus pensamentos.

cena de "O Diário de Bridget Jones"

Pra quem não sabe, eu faço aniversário no início do ano, e essas épocas nos pegam mais reflexivos… além da virada do ano, tem a minha virada cronológica. E esse ano é especial, digamos que é uma idade que me assustava. Nem dos 30 tive medo, fiz uma festança quando virei balzaquiana, mas esse ano… ah, a idade de Bridget Jones. Quando eu assisti ao filme pela primeira vez, achei isso tão distante! Pensava, “ah, até lá eu estarei casada, bem sucedida, não vou passar por esse ridículo todo que ela passa”. Cá estou eu, batalhando por uma carreira [não nego que certamente estudei muito mais que ela!] e por todas as coisas que à essa altura da vida uma mulher deseja [como diria a Scully de Arquivo X], e Graças a Deus, sem fumar e beber tanto quando a Bridget.

Mas é engraçado, porque parece que para a sociedade, mulher tem prazo de validade. Parece que pararam no século XVIII quando uma mulher se não casasse, não tinha futuro, porque não estudava, não recebia herança, que só passava para filhos ou parentes homens… era casamento ou casamento!

Eu fico pensando, que quando inventarem algum jeito de ter filhos até os 50 anos, vai ser uma revolução como a invenção da pílula anticoncepcional… a segunda libertação da mulher. Assim não vamos ter mais que ouvir das amigas casadas, com uma penca de filhos [e as vezes infelizes] que você tem que casar com o primeiro que aparecer para procriar… [não me entendam mal, eu não sou contra casamento, e adoro crianças. Sou contra  casamento sem amor, só pra satisfazer a sociedade enquanto se submete a si, ao outro e aos filhos a uma vida cheia de infelicidade e tédio! Só o amor pode concertar esse mundo, e não o contrário!]

 

O fato é, que eu sempre entro um ano esperando mil coisas, mas esse ano, não tenho expectativas muito claras, apesar de sempre desejar coisas boas e acontecimentos especiais. Eu ainda não sei o que esperar dessa idade… Bridget Jones entrou o ano arrasada: se sentindo gorda e ridícula, numa festa fim de carreira na casa dos pais, emprego medíocre e sem namorado. Do ano que ela não esperava nada, saiu com um emprego melhor e conheceu o seu par perfeito: Mark Darcy – que merece um post à parte! [https://cleidescully.wordpress.com/2010/01/14/homens-que-deviam-existir-no-mundo-real%e2%80%a6-mr-darcy/]

 

Quem sabe essa temida idade seja cabalística, onde tudo que não se resolveu ainda se resolva??? Tomara que seja!!!

 

E vocês, já viram o filme? Leram o livro? Já passaram da idade de Bridget pra me contar se é uma idade cabalística??? Também acham que a mulher precisa de uma segunda revolução?

Essa semana eu conto pra vocês quem é o Mark Darcy, como eu disse, ele merece um post… mais um da série “Homens que deveriam existir na vida real”.

 

Anúncios

8 Respostas to “Idade de Bridget Jones”

  1. Yanne Says:

    Cleide!

    Quando cheguei a essa idade já era casada e mãe…e tinha uma profissão…mesmo assim bateu uma crise existencial tremenda!!!rsrsrs

    A sociedade nos cobra muito em tudo que fazemos,somos e queremos e a data de aniversário faz essas cobranças tornarem-se maiores.

    Mas, um Feliz Aniversário pra você e muitas realizações neste ano!

    • cleidescully Says:

      Obrigada Yanne!
      Aqui, me conta uma coisa? Onde vc descobriu meu blog? Vc é uma leitora bacana, que participa sempre, fico curiosa!
      Bjs!

  2. Yanne Says:

    Cleide!!

    Sou apaixonada… excer louca……
    e sempre tô acompanhando episode guide……foi então que ao abrir as páginas vi seu nome, conferi os textos..adoreii…e fiquei fã……tô sempre visitando isso quando minhas duas princesas me deixam ter tempo!!
    Bjs!!

    Yanne

    • cleidescully Says:

      Eu imaginei que fosse a mesma Yanne, nossa amiga excer!!! Que bom que você gosta também do meu espaço… seja sempre bem vinda! Bjs pra suas crianças!

  3. Coveirinho Pop Says:

    Já li algumas coisas sobre “O Diário de Bridget Jones”, até curto a trilha sonora, mas ainda não me dispus a assistir o filme.

    Agora até deu vontade de ver por conta das situações enfrentadas pela personagem que você expôs.

  4. E mais um Natal se aproxima… « Colcha de Retalhos Says:

    […] “The Bridget Jones’ Diary”, também às vésperas doNatal, o advogado um tanto cisudo Mark Darcy, abre o coração para a […]

  5. 50 Tons e uma questão: que está acontecendo com as heroínas de nosso tempo? | Colcha de Retalhos Says:

    […] Bridget Jones, que apesar de atrapalhada e pouco intelectualizada, traduz a paixão e a neurose da mulher pós moderna, construindo seu lugar no mundo. Divertida heroína aos avessos, inspirada (quase uma paródia) em sua história com Darcy na grande Lizzy de Orgulho e Preconceito, que inaugurou a fileira de mocinhas que resolveram romper com a fatalidade e construir seu próprio destino, ou a suave, meiga e ao mesmo tempo intrépida Chyio de Memórias de Uma Gueixa, que correu a vida toda buscando um sonho… até abraçá-lo com todas as forças! […]

  6. Especial Dia dos Namorados – Melhores Filmes Românticos | Colcha de Retalhos Says:

    […] e do início dos 2000. É muito divertido e o romance é ótimo! Já escrevi sobre Bridget Jones aqui.  O livro também é […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: